SemiBreve Neve

neve

Semibreve Neve

Hoje  pela manhã o sol não se exibia

mas o que eu via da janela

era um belo que não se explica.

Não cantava alto como o vento,

ao contrário, silenciava.

Não batia forte na vidraça

como os bravos granizos,

nem caia como a chuva, mas flutuava.

Descia do céu em pequenos,

brancos e delicados pedaços de nuvem.

 Doces suspiros, eram flocos de neve.

Em um sonho, ou em uma rápida piscada,

eles chegaram e foram embora, semibreve neve.

Mas vão ficar comigo junto com o desejo

De que voltem em outra hora,

Para deixar o meu dia, a minha vida,

( e a minha grama ) mais enfeitada.

[ © gracielaCampos ]

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s