Graci+el+a

Meu filho gosta gosta de dizer que eu tenho o poder da ventania. Alguns, preferem me comparar com uma leve e calma brisa. Eu gosto de vento. Se pudesse sairia por aí com ele, ventando, soprando pra quem quisesse me ouvir. Ou sem muita lógica, passaria para mudar as coisas de lugar, tantas quantas fossem preciso mudar. Ninguém me veria passar, mas sentiria com certeza que eu sussurei por ali.

Um cata-vento, este é meu Ex-libris. Ex-libris é uma forma de identificar um livro. Um selo que  normalmente fica na contracapa e assim você diz pra todo mundo que aquele livro é seu. Uma marca pessoal, para aqueles que preferem emprestar seus livros a deixá-los enfeitando sua estante.

Um amigo que gosta da Palavra, me disse que Graça quer dizer beleza. Não a beleza da reta, da união certa entre dois pontos, mas a beleza sinuosa das curvas, do desenho do vôo dos pássaros. O belo elegante e singelo do lírio que nasce nos campos. A beleza da brisa, o belo solto. Mais do que aquilo que se faz belo pela técnica ou rigidez da perfeição, a Graça é a beleza livre. Graciela é a Graça ( ou a beleza)  de Deus. Fiquei feliz ao saber disto. Espero honrar este nome.

[outros ex-libris que eu desenhei – Marcia Dotzer e Viviam Marques]
Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s